Três meses – Palpites, Crendices, Dúvidas e acertos

Essa semana Liv fez três meses, e apesar de ser bem tranquilo cuidar dela, algumas coisas me surpreenderam. O sono, a amamentação, as trocas de fraldas, os banhos, cada episódio teve alguma surpresa.

Os Blogs, sites, artigos e vídeos do Youtube de mães que já passaram por essa fase me ajudaram muito a não cair em crendices e em palpites que poderiam me prejudicar e prejudicar minha filha.

Um exemplo foi logo no nosso primeiro dia de amamentação, vendo a dificuldade da Liv fazer a pega correta por causa da sua boca muito pequena de bebê prematura, a enfermeira já me indicou o bico de silicone. Resisti a indicação por causa de uma live que assisti uns dias antes, de um pediatra e uma consultora de amamentação, que falavam que o bico de silicone é indicado para algumas mães que em situações pontuais, como para quem tem o bico do peito invertido e o meu não era assim e eu sabia que com insistência e prática nos conseguiríamos.

Li muitos artigos e vi alguns vídeos falando da rotina do sono, mas nesses primeiros meses criar rotina é impossível. Ela dorme quando quer e não adianta tentar mante-la acordada, dorme sentada, em pé, com música, com claridade, com frio, mas quando queremos que ela durma, ai ela quer ficar acordada. Por isso é tão importante dormir quando ela está dormindo porque há noites em que ela só quer cochilar e mamar, dormir que é bom necas.

Descansar também é muito importante para a produção de leite. Fora que não descansarmos em algum momento o sono pode nos pegar de surpresa, e estar com o bebe no colo nesse momento é perigoso.

Esse período também foi época de vacinas. Assim que completou seus dois meses ela tomou as tão temidas vacinas. São 3 agulhadas e uma de gotinha. A Pentavalente DTPa, a VIP, a pneumocócica conjugada e as gotinhas que protegem contra o Rotavírus humano. Essas vacinas causam em muitas crianças reações como dor, febre, mal estar e muito choro, e eu tive a benção da Liv só sentir a dor das picadas quando segurávamos nas perninhas.

Uma coisa muito importante sobre o dia da vacinação, me disseram para dar Paracetamol meia hora antes para já evitar muita dor e febre, mas recebi a orientação do pediatra a somente dar o remédio caso fosse necessário, cerca de duas horas depois da vacina. Em uma pesquisa que fiz em uns artigos sobre essas vacinas descobri que a medicação antes dos sintomas aparecerem podem inibir o efeito das vacinas.

Liv acorda de duas a três vezes a noite para mamar, e aproveito para fazer a troca de fraldas quando necessário. Uso sempre pomada a base de Dexpantenol para evitar assaduras, e uma de óxido de zinco com nistatina quando o bumbum fica mais vermelhinho.

Ela sofreu muito com gases e algumas poucas vezes a grande quantidade desses gases além do incomodo causavam dor. Usamos antigases, lactobacilos, tentei até dar chás de funcho e erva doce mas ela não aceitou. Chegamos a comprar um remédio importado da Alemanha que prometia milagres, e de certa maneira ajudou muito por uns dias. Mas o que diminuiu de verdade foi o pediatra tirar o complemento de ferro que era dado a ela diariamente, disse que retornaremos com ele quando ela completar os cinco meses. Os chás também têm ajudado mas quem toma sou eu, faço uma mistura de sementes de erva doce, Funcho e Alcarávia, que além de acalmar, ajudam na digestão evitando gases e esses benefícios passam pelo leite materno.

A visita ao pediatra me trouxe muita felicidade, ela está crescendo bem e não preciso fazer o complemento da alimentação com fórmulas lácteas artificiais.

Vou indicar dois perfis do Instagram que me ajudaram muito na gravidez e ainda me ajudam muito. Um e o da consultora de amamentação @amamaenasceuassessoria e do obstetra @drgustavoventura. Eles sempre fazem lives e respondem as perguntas dos seguidores.

Enfim, os desafios estão só começando, três meses de vida, dois meses em casa, não são nada em comparação a vida inteira pela frente. Foram dois meses lindos, cansativos mas apaixonantes.

One Reply to “Três meses – Palpites, Crendices, Dúvidas e acertos”

  1. Não é só você que tem sorte com ela, ela também tem sorte de ter uma mãe curiosa, preocupada e inteligente, que está sempre buscando informações e não acredita em qualquer coisa. Uma farmacêutica super inteligênte e uma excelente mãe. Que bom que seu leite é suficiente, nem todas as mães têm essa sorte! Amo seus textos! 😘

Deixe uma resposta